Oscar C. Kern * 1935 + 2008

Este domingo foi um domingo triste.
Eu e diversos colegas (todos da velha guarda dos quadrinhos aqui em meu estado) estivemos presentes na despedida de um querido amigo e fonte de inspiração para muitos novos autores aqui do país. Oscar C. Kern deixou o mundo em que vivemos neste sábado. Com pesar, sua família comunicou aos amigos e colegas o acontecido, e fui surpreendido com esta notícia, que ainda reverbera entre nós. Nos seus 72 anos de vivência, este velho-jovem-gurí, nascido na cidade de Taquara (interior do Rio Grande do Sul), descobriu os quadrinhos em sua juventude, e estes o mantiveram jovem até hoje. Foi pioneiro, criando o primeiro fanzine de quadrinhos do Sul do país, e que se tornou uma revista, de referência nacional para os fãs da produção independente brasileira de quadrinhos, a saudosa HISTORIETA. Nela, Mike Deodato publicou seus primeiros trabalhos, e tinha-se acesso à obra de Carlos Thiré, um dos primeiros autores de quadrinhos seriados deste país. Isso entre muitos outros colaboradores desta saudosa publicação! Além de entusiasmadas seções de cartas, preciosidades da arte-seqüencial brasileira, e diversas novidades.

Tive o privilégio de ter Oscar Kern praticamente como meu vizinho. De ídolo à um amigo divertido, sábio em seus conselhos e palavras, e um grande incentivador de meu trabalho, já nos tempos de meu fanzine, Raff!
Em suas páginas, com seus personagens Homem-Justo, e a Brigada das Selvas, tinha-se um autor incansável, que trabalhou com quadrinhos (como roteirista das produções nacionais da Disney), um idealista (participando da criação de associações na defesa dos direitos de artistas gráficos aqui do Brasil) e um fã – não éra difícil chegar em nossas lojas de quadrinhos preferidas e batermos longos papos, isso quando esses papos já não ocorriam quando nos esbarrava-mos nas compras do supermercado, ou nos divertidos jantares da velha guarda das hqs.

Kern agora está lá em cima, com Agostini, Jamys, Colin, Motini, Henfil, Thiré, Hogart, Cortez, Eisner, Kirby, Buscema, Tezuka, Wieringo, Finger, Kane, Siegel, Shuster, Raymond, Foster, Canniff, Hergé, Toth, e tantos outros artistas, fazendo a maior história de todas, ou esperando que a façamos…
Ou que simplesmente façamos o que gostamos, em nossas vidas. Assim como ele o fez!

Vai em paz, meu amigo!

homenagem_kern.JPG

This Sunday was a sad Sunday.
Me and many friends and coworkers (all of the old guard of the comics here in my state) were present at the farewell to a dear friend and source of inspiration for many new authors here in Brazil. Oscar C. Kern left us this Saturday. With regret, his family announced to friends and colleagues, and I was surprised by this news, which still reverberates among us. In their 72 years of experience, this old-young-boy, found the comics in his youth, and they maintained the couple today. He was a pioneer, creating the first fanzine of comics in the South, and that became a pro comic book (reference for the fans of the independent production of Brazilian comics), the unforgettable HISTORIETA. In Historieta’s pages,
Mike Deodato published his first works, and the comics fans was access the classic works from Carlos Thiré (one of the first authors of serialized comics this country) and many others! Very cool letters sections, rarities of Brazilian sequential-art Brazilian, and many news.

I had the privilege of having Oscar Kern almost like my neighbor. From idol to a great friend, always fun, in their wise advice and words, and a great incentive for my work, since my fanzine, Raff!
In its pages, with their characters
Homem-Justo, and Jungle Brigade, had to be a tireless creator who worked with comics (as scriptwriter of national productions of Disney), an idealistic (participating in the creation of associations in the defense of the rights of graphic artists here in Brazil) and a fan – Easy to find him in our favorites comics stores in long chats, that when these chats no longer occurred when we’re occasionally in supermarket, or on the funny comics old guard dinners.

Kern now is on high, with Agostini, Jamys, Colin, Motini, Henfil, Thiré, Hogart, Cortez, Eisner, Kirby, Buscema, Tezuka, Wieringo, Finger, Kane, Siegel, Shuster, Raymond, Foster, Canniff, Hergé, Toth, and so many other artists, making the biggest story ever told, or hoping to do …
Or that simply do what we like in our lives. As he did!

Go in peace, my friend!

2 thoughts on “Oscar C. Kern * 1935 + 2008

  1. Oi Daniel!

    É complicado quando perdemos uma pessoa tão querida. Mas, como vc disse “ou esperando que a façamos…
    Ou que simplesmente façamos o que gostamos, em nossas vidas. Assim como ele o fez! ”

    Abracos e quando der apareca no msn pra gente papear =)

  2. Gostaria de entrar em contato com algum familiar do Oscar. Você, por acaso, teria algum endereço ou telefone?

    Alexandre Kern

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s